29 comentários em “Electronic Arts causa ira dos homofóbicos

  1. ‘NINGUÉM olha a classificação etária. Se olhassem, não teríamos babacas dizendo que GTA influencia negativamente as crianças. Elas nem deveriam estar jogando isso, pra começar.’

    Sempre falo isso, e fico puto com pessoas que reclamam que jogos desse tipo ‘não educam meus filhos’.
    CACETE, desde quando jogos tem obrigação de educar?
    Quem educa são os pais. Se os pais passam essa responsabilidade pra indústria do entretenimento, eles que estão errados.

    E este último comentário é triste… tenho pena de quem pensa assim, e desejo do fundo do coração que essas pessoas sejam sodomizadas por 19 orangotangos ao mesmo tempo.

    • 100% apoiado oque educa nao religiao nao ecolegio nao dinheiro o que educa e amizade entre pais e filhos e ensinar limites castigar e se preciso aplicar sim uma boa surra e olhar nos olhos e deixar claro o amor em tudo…

  2. Entendo isso Leo…
    eu tbm pertenço da “classe” dos discriminados (por ser tatuado)….. sei, exatamente, como isso funciona…
    não ligo a mínima pra isso… sério…. nunca me importei e nunca me importarei, mas sei que é, perfeitamente normal, as pessoas se sentirem mal por causa desse tipo de questão….

    enfim, é como uma ex minha dizia: “gente não presta, é por isso que eu prefiro animais”…. faz sentido, não?! (faz tanto que ela é minha ex, AUIAUHUHAHUAHUHAUIAHUAHUUIAUIA)

  3. “”””””UM VIVA AO POLITICAMENTE CORRETO!!!!!”””””””

    Eu tbm queria um mundo onde raça e opções sexuais não fossem motivo de orgulho.
    Não adianta, por mais que todos desejem um mundo sem preconceitos, o preconceito não vai sumir. Isso é algo inerente ao ser humano. Todos temos preconceito com alguma coisa e isso é fato, infelizmente.

  4. Churrumino, é inerente ao ser humano sim, a rejeição àquele que é diferente dele e do seu grupo. Isso é um mecanismo de defesa de quando começamos a descer das árvores. No entanto, hoje somos (mais ou menos) racionais. Eu me esforço, todo dia, para não criar nenhum pré-conceito a respeito de alguém ou alguma coisa. Mas nesses casos, não apenas não existe a preocupação na aceitação, mas existe o ódio, puro e simples, pelo que é diferente. E isso eu francamente não engulo.

    • Nem eu cara. Isso é um problema sério.
      Eu tbm me preocupo muito em não criar pré-conceitos e nem fazer gracinhas que acabem ofendendo alguém (algo que já aconteceu e fico mal só de lembrar.)
      O que resta é cada um fazer a sua parte e v iver a sua vida sem se preocupar com a dos outros. O mundo é grande o bastante para quer todos possam viver, independente de credo, cor e opções sexuais.

  5. Ótimo post Cree…Leo.
    Foi mal.
    É uma merda que este tipo de coisa ainda seja alimentado, seja pelas entidades que se preocupam com o conteúdo das mídias de massa, tanto por entidades religiosas.
    Por aqui, a lei que pune preconceito racial ainda foi aprovada mas não teve o impacto desejado, e a lei contra homofobia por sua vez, não era aprovada por pressão de grupos religiosos que alegam que a lei “fere a liberdade de expressão”. o que dizer de uma alegação dessas contra uma lei que protege a disseminação deste tipo de pensamento?

    Obrigado mestre, sempre sábio em suas palavras…

  6. Muito bacana o post, meu. Parabéns.

    Vai ser incrível mesmo o dia em que eu ler um post inteligente como o teu sem o “eu faço piada como todo mundo”. Ainda é muito triste como a maioria das pessoas, até as mais esclarecidas, acha que ridicularizar é ok. Mas vamos lá, devagar e sempre.🙂

    Abraços!

    • Não se trata de ridicularizar, JB. Eu acho que bom humor faz bem pra todo mundo. Assim como acho saudável fazerem piada comigo por que to ficando careca, ou ando meio pulando, por que não fazer piada de qualquer outro assunto, como a opção sexual da pessoa. Claro, fazer a piada com o amigo que é bem resolvido é uma coisa, sacanear o adolescente que já tem problema de identidade normalmente, e ainda por cima se descobre gay, é outra. O Ckreed está aí, e é a prova de que sim, você pode fazer piada sem ridicularizar, e a pessoa alvo da piada pode ter bom humor e devolver a piada. Trata-se de bom senso.

      • Eu escrevi “fazer piada sem ridicularizar”, mas isso é ridículo. Eu quis dizer fazer piada sem humilhar. Além de tudo sou burro.

        • Concordo plenamente. Humor não deve ser restringido, mesmo um humor que muita gente considera de mau gosto, como o humor negro. É necessário entender que a única função do humor é fazer rir e nada mais. Lógico, é preciso ter um pouco de bom senso (que muita gente parece não ter) para saber quando, para quem e qual piada se pode fazer. Perguntar “E ainda não a achou?” para alguém que diz ter acabado de perder a mãe na vida real, e não numa situação hipotética, não é engraçado. É simples e pura filhadaputagem.

          Fora estes casos, qualquer pessoa tem todo o direito de não gostar de uma piada. Também tem todo o direito de reclamar, expôr seu ponto de vista e etc. Mas NINGUÉM tem o direito de impedir que piadas sobre qualquer coisa sejam feitas. Liberdade de expressão, diferentemente do que a maioria pensa, não significa que ninguém pode discordar ou rir de você. É justamente o contrário. Parece absurdo ter que dizer uma coisa destas, mas, infelizmente, é necessário.

          Enfim, está mais que na hora das pessoas pararem de levar o humor a sério e política e problemas sociais na brincadeira.

          Sobre os homofóbicos, partilho da mesma opinião: pelo menos a maioria, é enrustido. Não posso dizer todos porque existem alguns que são apenas ignorantes, assim como eu era.
          Cresci numa família muito católica e tudo que aprendi sobre homossexuais foi que todos não passavam do pior tipo de ser humano e eram capazes de qualquer coisa. Só vim questionar tal ensinamento no ensino médio, quando tive um professor de matemática homossexual. O cara, além de muito gente boa, era um excelente professor. Foi quando percebi que homossexuais não eram os monstros que me fizeram acreditar. Pode até parecer absurdo, mas aquele professor me fez perceber que homossexuais são humanos também. Isto, inclusive, foi meu primeiro passo em direção ao ateísmo. “Se a religião errou aqui, no que mais pode estar errada?”, lembro de ter pensado.

          E apesar de ter milhões de outros motivos para odiar a EA, preciso aplaudir de pé esta atitude da empresa.

  7. Parabéns pela bela matéria. Esses idiotas que semeiam o ódio por puro preconceito mais cedo ou mais tarde colherão o que estão plantando, disso eu tenho certeza.

  8. “Eu realmente espero viver para ver o dia em que a opção sexual ou cor da pele deixem de ser motivo de orgulho para serem completamente irrelevantes… um dia em que ninguém vá dar a mínima se você é gay ou hetero, branco ou preto, nordestino ou gaúcho.”

    Eu também ESPERAVA isso, mas eu (assim como muita gente) já perdi minhas esperanças na humanidade, porque a cada dia que passa, as coisas pioram cada vez mais. Quando ligo a TV o que mais tem é notícia de agressões ocasionadas por preconceito, e nem é preciso ir a mídia, basta sair de casa pra ver esses casos. O pior é que essa desgraça está em jogos, HQs, filmes e qualquer outra forma de entretenimento ou seja lá o que for do nosso dia a dia.

  9. Pingback: Estudo revela que revela homofóbicos sentem atração pelo mesmo sexo « Baile Dos Enxutos

  10. Parabéns pelo post, muito bem dito. As pessoas ainda não entenderam que essas diferenças que fazem do nosso mundo algo tão maravilhoso. Preconceito só funciona pra quem ainda não sofreu. As pessoas não entendem que o preconceito é um ciclo, amanhã você pode sofrer preconceito por algo que gosta, por uma opção, ou por um motivo ainda mais banal.

  11. Sou GAY, sou viciado em Games, cresci jogando muito, sou Tattuado, e os games não podem ser feitos para a minha pessoa tbm, axu esta discriminação uma atitude idiota, porque certos babacas axam que só porque jogam video-games axam que são maxus, que pá que faz, mas fodi muito cara por causa do meu video-game, axu que as pessoas tem que parar de ser Hipócritas e lembrar que o mundo ja deixou de girar em volta deste maxismo a muito tempo…a resposta foi corretissima e foda-se quem não quer porque se ele lançar jogos com pesonagens Gays pode ter certeza que vai ter uma lévoa de compradores que vai comprar ainda original…para começo de conversa, e estão reclamando de crianças, pois é no nosso país crianças andam escutando e dançando musikas de putaria Hetero, vários videos de assassinatos brutais e pornografia e pedofilia nos celulares e ninguem fala nada, porque meros BABACAS axam ainda que o mundo gira em torno dele…BABACAS mesmo!

  12. Alguém aí em cima falou em “Opção Sexual”.

    Não é opção, é ORIENTAÇÃO. Não é algo que se escolhe, simplesmente vc sabe que é assim e pronto. Vc pode até “escolher” se tornar hétero, mas é como vc ir contra a sua própria natureza. Neste processo você pode ferir uma pessoa que não merecia se um dia você desliza e ela descobre (afinal, mentira tem perna curta, não é?😉

    Um hétero não pode “escolher” ser gay. E vice-versa.

    • Eu já estava me coçando pra poder corrigir. E não entendam essa correção como algo arrogante ou que parta para essa ideia. Muitas pessoas não sabem disso. Foi compreendido que a “sexualidade” (segundo o dicionário michaelis “Expressão do instinto sexual; atividade sexual.”) independe de escolha ou algo do tipo. Quando se fala de sexualidade, está se falando da expressão de um sentimento, ou seja, do amor que você sente por alguém, do tesão que você sente por alguém, etc. e esse alguém não necessariamente deve ter um gênero pré-definido. Como nós sabemos que não podemos escolher o que sentimos (e muitas vezes nos enganamos achando que podemos sim escolher), o mesmo se dá para a sexualidade. Ser homossexual, heterossexual ou bissexual, independe de escolha, é sim a orientação tomada pelos seus sentimentos. Daí o termo ORIENTAÇÃO SEXUAL e não opção sexual.🙂

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s